Novos formatos de anúncios em vídeo no Facebook

O Facebook anunciou hoje (16) que a sua plataforma de publicidade Audience Network recebeu suporte para vídeos. Com isso, os usuários começarão a ver anúncios nesse formato nas transmissões e dentro de artigos em sites e apps que fazem parte dessa plataforma.

Os Vídeos vem se tornando uma maneira poderosa de apresentar seus produtos e sua marca para os usuários. Com seu apelo emocional, um vídeo pode ter um toque mais pessoal, ser divertido e ao mesmo tempo informativo, principalmente em dispositivos móveis. E as pessoas vem assistindo cada vez mais vídeos. Hoje estima-se que certo de 100 milhões de horas de vídeo são assistidos por dia no facebook. No Instagram, a visualização de vídeos cresce cerca de 40%.

Como ferramenta poderosa nos meios de comunicação para atingir usuários e conquistar clientes, os vídeos têm recebido cada vez mais atenção do Facebook. Após disponibilizar as transmissões ao vivo para Android e iOS, a empresa agora permite aos anunciantes usarem vídeos para chegar a mais pessoas em mais lugares.

Dois novos formatos de anúncios em vídeos

O facebook explica na sua página oficial que vai entregar os anúncios em dois tipos de formatos: in-stream e in-article. A entrega em cada canal irá corresponder às expectativas dos usuários do site ou aplicativo em questão. Os anúncios de vídeo in-stream serão reproduzidos antes, durante ou depois do conteúdo de vídeo nos apps de terceiros e sites, tanto em dispositivos móveis quanto desktop.

Veja um exemplo dos vídeos publicitários no formato in-stream:

En contrapartida os anúncios In-article serão exibidos em páginas móveis, entre os parágrafos dos textos e serão reproduzidos automaticamente quando pelo menos metade dos pixels estiverem visíveis. Neste formato, o espectador deve ativar o áudio que vem desabilitado por padrão, para não incomodar a audiência.

Confira abaixo um exemplo de publicidade em vídeo no formato in-article:

Para implementar os anúncios do Facebook em seu site, o administrador da página precisará acrescentar uma tag em JavaScript na página. O Facebook afirma que algumas empresas serão pré-selecionados durante a fase inicial.